Viagens

Retrô: Buenos Aires, dezembro de 2013

À convite de uma amiga, Juliana, fui pela terceira vez a Buenos Aires e como cada vez é uma experiência única, embarquei na ideia de ver a cidade através de outra ótica, tendo em vista que só tinha visitado a cidade em julho e sozinha. Para começar as dicas: a hospedagem e o transporte pela cidade.

Hostel Sol de Oro
Santiago del Estero 949 – Monserrat
http://www.hostelsoldeoro.com.ar/

hostel
Foto por Reginaldo Albieri Junior

Como dois de nossos amigos, Junior e Matheus, chegariam depois à cidade, acabamos por fechar o mesmo hostel que eles. O ambiente é simples e acolhedor. O café-da-manhã não corresponde ao café brasileiro, mas tem o básico, e para mim e a minha amiga, que somos veganas, trocaram a medialuna por pão branco. As instalações são limpas e amplas, mas o ventilador não conseguia segurar calor da cidade, que ultrapassava o esperado para a época, chegando a 40 graus.
Porém, vale ressaltar que a informação dada pelo albergue é que eles ficam no tradicional bairro de San Telmo, conhecido pelas tanguerias, pela Mafalda e a feira de antiguidades que ocorre aos domingos, tomando dez quarteirões do bairro. Sua localização é, de fato, em Monserrat, bairro operário de classe média, marcado por certo descaso institucional.

Transporte

Para ir do Aeroporto Internacional de Ezeiza, costumava tomar um táxi, mas com o aumento vertiginoso dos preços por lá, chegando a 300 pesos o trajeto, arrisquei outra forma de chegar ao meu destino. O Bus Manuel Tienda León que me deixou na porta por hostel por 100 pesos. Em São Paulo temos um serviço similar, o Airport Bus Service, um ônibus de viagem que transporta passageiros do aeroporto há pontos específicos da cidade como à rodoviária e a avenida Paulista. Já o Tienda León deixa a todos num terminal próprio da empresa no centro da cidade e depois os passageiros seguem em carros para o seu destino. Não é propriamente um táxi porque depende da zona de alcance do trajeto e você segue acompanhado de outros passageiros, desta forma, o motorista pode te deixar no seu destino ou próximo dele.
http://www.tiendaleon.com.ar/home/

Outra forma é o ônibus coletivo, número 8, em que se paga o valor da passagem do ônibus circular, 3,50 pesos. Se sua vantagem é o valor, sua desvantagem é o tempo que pode levar. Nossos amigos despenderam 2h para chegar ao hostel.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s