indicação viagenzística · Sem categoria

Indicação viagenzística: Amanda Viaja

Pelas minhas pesquisas sobre viagens e dicas para viajar, encontrei dois blogs que particularmente gosto muito e acabei viciada, um deles é o Amanda Viaja.

img_20160514_084755-1024x710
Amanda em San Pedro de Atacama

O Amanda Viaja é escrito pela Amanda Noventa, engenheira de formação, que começou a narrar as suas viagens e acabou tornando um hobby em profissão. Sinto os relatos delas bem sinceros e tem várias perspectivas de viagem: com amigas, com o namorado, sozinha, com o budget baixo, press trip, com custos mais elevados. O que me chamou atenção nela inicialmente, foi o fato de viajar tanto sozinha. Como eu tinha acabado de me separar e começado a me (re)descobrir e pensar os meus gostos e prioridades, criei uma grande afinidade. Com o tempo e os novos rumos que a minha vida tomou, me senti mais identificada ainda, pois ela também mora com o boy dela e nem por isso deixou de sair por aí e fazer o que gosta. Afinal, a gente fica junto por amor !

Ela tem um livro publicado já, chama-se Histórias para Viajar, e atualmente há uma campanha no Kickante para o seu segundo livro, o “Não comprei na Zara. Gastei na Viagem.”. Não os li ainda, mas estou bem interessada e se forem na mesma linha do blog, com certeza, vou me identificar.

IMG_20160510_140335748-1.jpg
Amanda no Salar de Uyuni

Para terem uma ideia de como a Amanda escreve, vai um trecho do seu post Sobre ter uma vida incrível:

A vida não é um post de blog de viagem

Somos bombardeados o tempo todo com posts e mensagens de que você tem que largar tudo para viajar, que pagar contas não é vida, que se fulano viajou com R$30 por dia você também pode, etc. Digamos que eu seja uma blogueira mais pé no chão. Eu acredito sim que viajar possa ter um poder transformador de autoconhecimento, terapia e alegria. Mas não gosto de transformar e pregar isso como ‘largue tudo e viaje agora porque isso é a melhor coisa da vida’. Eu sei que na vida real tem gente que não pode largar tudo, sei que tem pessoas que adoram viajar, mas também adoram cuidar de sua própria casa e família; sei que tem gente que ainda precisar estudar e almeja uma carreira de sucesso, sei que tem gente que simplesmente não consegue juntar uma grana pra ficar um ano viajando. E a realidade é assim: todos têm direito ao prazer de viajar e fazê-lo da maneira que é possível dentro da sua própria vida. Seja viajando um mês, um ano, fazendo intercâmbio, sendo nômade digital, com família, sozinho… não importa (e é isso que eu gosto de mostrar nos meus textos).”

Com os posts dela falando bastante sobre viajar só e qual a relação que ela estabelece com a experiência de viajar, sinto o quanto nos falta espaço enquanto mulheres e como aos poucos vamos quebrando os estereótipos e os limites que querem nos colocar.

Além do blog, a Amanda publica semanalmente no Estadão e sempre traz imagens lindíssimas em seu instagram.

cusco
Cusco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s